III Encontro de Redes de Controle debate cooperação

26 mai, 2017

- Com a assessoria de imprensa do TCE-MT - 


A cooperação interinstitucional, a coordenação de ações e o compartilhamento de informações foram os temas do III Encontro Nacional Sobre Cooperação para a Prevenção e Combate à Corrupção que aconteceu nos dias 25 e 26/05, em Cuiabá (MT).

O coordenador do Focco, promotor de Justiça, José Carlos Castro, representa Alagoas no evento que reuniu mais de 450 participantes, representando os mais diversos segmentos da sociedade civil organizada e organizações que atuam no campo da cidadania e controle externo de órgãos e instituições do poder público de vários estados.A abertura do encontro foi feita pelo conselheiro substituto do TCE-MT, Moisés Maciel, coordenador da Rede de Controle em Mato Grosso, e pelo presidente da Corte de Contas mato-grossense, conselheiro Antonio Joaquim.

O coordenador da Rede de Controle e anfitrião do encontro, conselheiro substituto Moises Maciel lembrou que, no Brasil, não existe um órgão que seja incumbido por combater e prevenir a corrupção no âmbito do poder público, e que esta ação é de responsabilidade de várias instituições. No entanto, ele salientou que ainda não há uma coordenação entre estas organizações.

Segundo Moises Maciel, o momento é oportuno para que seja formada uma Rede Nacional de Controle da Gestão Pública para aglutinar e coordenar os esforços nessa batalha. “Os órgãos de controle, trabalhando de forma efetiva e eficiente, poderão trazer de volta a confiança que o país precisa ter nas suas instituições governamentais para poder avançar”, disse.

Para o coordenador do Focco “Essa discussão permite o desenvolvimento de melhores estratégias de prevenção e combate à corrupção. O trabalho integrado dos órgãos estatais potencializa os resultados da nossa atuação. Em Alagoas, a integração proporcionada pelo FOCCO tem demonstrado essa maior eficiência”.
Durante o encontro, o idealizador da Lei da Ficha Limpa, considerada um marco na história política/eleitoral do país, ex-juiz e hoje advogado Marlon Reis divulgou o aplicativo ‘Mudamos’. Criado por Marlon Reis e pelo diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio (ITS Rio), Ronaldo Lemos, a nova ferramenta para colher assinaturas em leis de iniciativa popular, garante à sociedade ser ouvida pelos seus representantes, seja no Congresso, nas Assembleias Legislativas ou Câmaras Municipais.
O coordenadores da Rede de Controle aproveitaram o evento para promover a articulação do grupo e a integração das ações.

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>